Innsbruck 2018: Contrarrelógio por Equipas Masculino



A equipa belga superou as duas favoritas e recuperou um título que conquistaram em 2016.


À partida para os 62,8 quilómetros de contrarrelógio coletivo masculino que acontecem, como de costume, no primeiro dia da semana dos Mundiais de Ciclismo (este ano, em Innsbruck, na Austria), duas equipas partiam como favoritas: a BMC Racing Team, que é bem experiente e tem tido sempre nos últimos anos muita qualidade para apresentar aqui, e a Team Sunweb, que era a campeã em título. Num patamar abaixo, tínhamos o conjunto bem compacto da Quick-Step Floors e a sempre perigosa Team Sky.

 

Com 13 segundos de atraso para o primeiro classificado no primeiro posto de controlo, passando para 1 segundo no segundo posto, eis que a Quick-Step conseguiu chegar à vitória com mais 18 segundos do que a Team Sunweb e mais 20 segundos do que a BMC. Uma incrível segunda parte de prova dos novos campeões em título valeu este triunfo incrível a uma equipa constituída por Kasper Asgreen, Laurens De Plus, Bob Jungles, Yves Lampaert, Max Schachmann e Niki Terpstra.

 

Por fim, destacar que esta será a última vez que a prova irá ter este tipo de formato. Detalhes à parte, através de excelentes roladores e uma equipa muito compacta, a Quick-Step irá, então, levar as cores de campeão do mundo desta especialidade. Em jeito de curiosidade, desde que a prova "renasceu" em 2012, que ninguém ganhou para além das 3 equipas já mencionadas no início - BMC, Sunweb e Quick-Step (que conseguiu aqui a quarta vitória neste formato).

 

 



Comentários: